Inside the Box | ENVELHECIMENTO E A MODA
15892
post-template-default,single,single-post,postid-15892,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode_grid_1300,qode-theme-ver-17.0,qode-theme-bridge,disabled_footer_bottom,wpb-js-composer js-comp-ver-5.5.5,vc_responsive

ENVELHECIMENTO E A MODA

Enquanto a previdência toma mesas de bar como um dos principais assuntos do ano no cenário político, são poucas as empresas que acompanham essa conversa. A mudança da pirâmide etária que enaltece a discussão política também está alterando diversos mercados e trazendo desafios às marcas.

Semana passada o site especializado em negócios Fast Company publicou um excelente artigo de Don Norman sobre como os produtos cotidianos não estou adaptados às necessidades dos mais velhos. O autor que é um senhor de 83 anos, ex diretor da Apple chama a atenção para várias características dos produtos como usabilidade e design.

Ao ler esse artigo comecei a pesquisar marcas de moda que estão se preparando para esse futuro e o que estão fazendo. O resultado é assustador: não só no Brasil, mas em todo o mundo são poucas as marcas que estão se preparando para o envelhecimento dos seus clientes.

Pensando nisso, listei quais são os 3 desafios das marcas de moda para se adequar a essa nova realidade de mercado. Confere aí:

1. Produtos morrem, lifestyle não

Encontrei inúmeras marcas que buscam se ligar ao público da terceira idade. São raras, porém, as que não cometem um dos principais erros que Norman aponta no seu texto: Os produtos feitos para essa faixa etária, costumam anunciar a idade do consumidor aos quatro ventos e são em geral muito parecidos.

É de se esperar que hoje em dia temos mais estilos no mercado do que há 50 anos atrás. Seria ingenuidade acreditar que ao envelhecer, os estilos vão todos se resumir a um só. O ponto aqui é, a medida que a pessoa envelhece ela não necessariamente vai mudar de estilo. Ela pode até mudar os produtos que usa – deixar a gravata ou o boné de lado, por exemplo – mas não necessariamente precisa assumir um estilo novo não adequado a sua personalidade.

2. A corrida é longa

Comercialmente falando, o desafio das marcar é manter seus consumidores numa corrida longa. Se os consumidores vão viver mais e com mais qualidade conforme apontam os estudos, significa que vão consumir mais roupas novas. Continuar vendendo para o mesmo cliente é um desafio tão grande quanto se comunicar com o novo jovem consumidor.

Quais são as maneiras de não saturar um canal de comunicação com um cliente que compra a mesma marca há 20 anos? E se ele ficar comprando 40? Esse desafio é gigante e exige adaptação não só de produto, mas principalmente de vendas e marketing.

3. Produtos não podem limitar

Sim, temos consumidores vivendo melhor. Isso não quer dizer que todas as limitações naturais que acompanham uma idade avançada irão sumir. O texto de Norman critica muito como os produtos da Apple não são de fácil acesso para os que não estão acostumados com eles.

Em um claro paralelo, quais são os atributos claros de produto que esse público precisa? Quais adaptações os produtos precisam ter que não sejam impeditivos para os seniores ou até mesmo possam ajudar o seu dia a dia?

No Comments

Post A Comment