Inside the Box | O LOJISTA DIGITALIZOU
515
post-template-default,single,single-post,postid-515,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode_grid_1300,qode-theme-ver-17.0,qode-theme-bridge,disabled_footer_bottom,wpb-js-composer js-comp-ver-5.5.5,vc_responsive

O LOJISTA DIGITALIZOU

A Netshoes vai começar a fazer o acompanhamento do pedido via whatsapp. Amazon entrega dentro do Brasil em até dois dias. Lojas físicas da Amaro fazem venda via e-commerce dentro do seu ponto de vendas.

Ufa! Está mais que provado que o varejo sofreu uma revolução digital agressiva nos últimos anos. A maneira como indústrias e consumidores se relacionam mudou definitivamente. Você pode até acreditar que não, mas os efeitos dessas mudanças no mercado B2C já são bem expressivo no B2B. Você continua se relacionando com o seu cliente da mesma maneira que há 10 anos atrás?

O atendimento digital

A primeira coisa que temos que alinhar é que a venda para o multimarcas deve ser tratada como uma venda B2C normal. Por mais que as decisões de compra sejam algo estratégico para uma empresa, quem as faz é uma pessoa. O responsável pela compra é o protagonista e é dele que vamos falar nessa construção de cenário digital.

E quando falamos de digitalização, é importante alinhar conceitos. Não estamos falando de robôs vendendo no lugar de humanos ou de entregas feitas por drones em minutos. Embora ambos já estejam acontecendo, aqui falo de coisas mais simples. Quantos clientes seus usam hoje um smartfone e possuem um wifi na loja? Quantos tinham ambas coisas há 5 anos atrás? E há 10?

Pois bem, depois de conversar com alguns representantes comerciais, chegamos a uma lista com 3 pontos que a vida digital trouxe e que estão atrapalhando bastante as vendas. De presente ainda deixamos um bônus que pouca gente percebe. Confere aí:

  • Atenção

O celular pode ser um grande rival do representante. Durante seu atendimento quantos whatsapps, mensagens no instagram, likes, comentários, etc seu cliente vai receber?

Saber contornar esses desvios de atenção e fazer um atendimento ágil são ações fundamentais para conseguir fazer uma venda de resultado. É seu papel manter a cadência do atendimento e ser mais interessante que qualquer mensagem nova no Facebook.

  • Autenticidade

Tenha tudo na ponta da língua sempre! Seu argumento de vendas pode ser confrontado na mesma hora. Basta 5 minutos de pesquisa e seu cliente consegue um dossiê completo de marcas, concorrentes, preços.

Não existe mais espaço para argumentos furados, mentiras e meias verdades. Ser autêntico e focar no que realmente te diferencia é fundamental.

  • Presença

A digitalização fez com que as empresas possam estar mais presente dos seus clientes mais vezes durante a jornada de compra. Com tempos de preenchimento mais curtos, seu cliente recebe muito mais informações que antes. É fundamental que você esteja presente durante todo o ciclo de vendas e não somente no momento da venda.

Envie materiais de marketing, reportagens e vídeos preenchendo o tempo dele com a sua marca. Não deixe sua presença morrer. Se antes a sua venda era seu único ponto de contato com seu cliente, agora você deve usar todas as ferramentas possíveis para ser presente.

Bônus: O valor de ser offline

Uma tendência cada vez mais presente no dia a dia, entretanto, é o valor do offline. Com tudo sendo tão digital, marcas fazendo vendas via marketplace, envio de catálogo por whatsapp, etc; o analógico ganhou poder. Estar presente fisicamente, uma ligação, materiais impressos são algumas das ações que podem te diferenciar dos seus concorrentes.

As mudanças só começaram. Atender multimarcas ainda é um processo humano, mas esteja atento a modernização do seu segmento sem deixar de fazer o básico bem feito.

No Comments

Post A Comment