Inside the Box | OMNICHANNEL: 3 DESAFIOS
16171
post-template-default,single,single-post,postid-16171,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode_grid_1300,qode-theme-ver-17.0,qode-theme-bridge,disabled_footer_bottom,wpb-js-composer js-comp-ver-5.5.5,vc_responsive

OMNICHANNEL: 3 DESAFIOS

O omnichannel nos últimos anos parece ter sido quase unanimidade nas discussões acerca do futuro do varejo. Poucas empresas, porém, obtiveram performances relevantes nesse assunto.

Apesar dos resultados práticos, uma pesquisa recente mostrou que 81% dos varejistas planejam implantar plataformas de comércio unificado até o final de 2020. Conversando com algumas empresas de varejo, identificamos as três maiores dificuldades na implementação de uma estratégia de sucesso. Confere aí!

Não existe produto indisponível 

Por se tratar de um sistema interconectado o omnichannel não permite a frase “fora de estoque” nos sites dos varejistas. O produto de interesse do cliente pode estar indisponível no estoque de distribuição, porém o sistema da marca precisa identificar o pdv mais próximo com o produto disponível e fazer a conexão para que o produto chegue ao cliente. 

Um estudo de Harvard, apontou que 72% dos consumidores usam vários canais em suas compras. Essa conexão entre os diferentes pontos impede que o consumidor desista da compra ou procure o produto dos concorrentes. Garantindo a venda e a fidelização do cliente!

Os custos do envio não podem ser iguais a venda

Um estudo feito pela NRF mostrou que 68% dos americanos esperam que suas compras na internet tenham frete grátis, mesmo que o valor da compra seja baixo. No Brasil apesar das dimensões continentais e das grandes dificuldades logísticas esse item não deve ser ignorado. O varejista que oferece frete grátis sai na frente dos seus concorrentes. 

A vinda da Amazon ao Brasil, acentuou ainda mais essa questão. A americana, famosa por suas soluções logísticas, trouxe grande preocupação a grandes nomes como Magazine Luiza, Via Varejo e lojas Americanas. A única certeza é que a corrida já começou!

O omnichannel vai permitir que os preços de frete sejam menores exatamente pela característica de conexão entre os pontos de venda e de distribuição. Além disso, a troca pode ser feita em lojas físicas próximas ao consumidor, diminuindo custos e tempo.

Seu atendimento faz parte da venda

Saindo um pouco da logística, a compra personalizada diz sobretudo sobre a compra na loja física. De acordo com estudo feito por Harvard quase 50% dos consumidores acredita que encontrará com mais facilidade informações sobre um produto online, do que perguntando a um vendedor. Esse dado mostra a má impressão que o consumidor tem sobre o vendedor.

O grande desafio está em trazer os conhecimentos sobre as novas tecnologias do varejo, sobre os produtos da marca e as técnicas de venda aos vendedores nos diversos pontos de venda, recuperando assim a sua imagem.

Além disso saem na frente as marcas que garantem maior visibilidade dos seus produtos através de estratégias de marketing e exposição nos diferentes pontos de venda da marca.

Fontes: Forbes e Harvard Business Review

No Comments

Post A Comment